Stan Wawrinka critica ideia de Premier Tour: “Eles estão loucos” 

Stan Wawrinka — o tenista suíço vencedor de três Grand Slams — criticou duramente a ideia de se criar um Premier Tour, um circuito mais fechado de poucos torneios, exclusivo para os atletas de elite.

Numa entrevista ao l’Equipe, Wawrinka disse que a proposta levaria a uma ruptura interna muito profunda, tanto para tenistas quanto para os torneios.

“A proposta deles é de ter mais poder e fazer a ATP e WTA desaparecerem. Eles querem manter os ATP Masters 1000 e eliminar os ATP 500 e ATP 250. Por que ninguém pensou que eles estão loucos?” disse o tenista.

“Não há nada nesse projeto bom para ninguém, além deles. Eles não tem nenhuma transparência em suas contas e eles não trabalham para uma visão do futuro do tênis. Eles não querem trabalhar na direção dos jogadores e dos jovens, mas apenas para tornar a torta deles maior.”

Para que essa proposta fosse para frente, seria necessário fundir a ATP e a WTA, uma hipótese que se tornou mais factível depois que a Arábia Saudita fez uma proposta para comprar as duas entidades por US$ 2 bilhões. 

Leia também >> ATP fecha acordo estratégico de longo prazo com a Arábia Saudita

A ideia de um Premier Tour seria incluir apenas os quatro Grand Slams e os dez ATP Masters 1000, que seriam reservados apenas aos 96 melhores tenistas do circuito. Haveria um sistema de subidas e descidas, mas ainda não está claro como ele funcionaria. 

A ideia também seria manter os ATP 500 e ATP 250, mas como uma espécie de circuito de promoção para os torneios principais. 

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×