,

Quem é Luca Nardi, o italiano que eliminou Djokovic em Indian Wells

Aos 20 anos, o italiano Luca Nardi fez história na noite de ontem.

Ao eliminar Novak Djokovic nas oitavas de final de Indian Wells, Nardi se tornou o primeiro ‘lucky loser’ — um tenista que só conseguiu entrar no torneio pela desistência de outro — a ganhar um set do sérvio num torneio de Masters 1000.

Ele também se tornou o terceiro ‘lucky loser’ da história a vencer um número 1 do mundo em torneios desse porte, e o segundo italiano da história que venceu um número 1 do mundo em quadra dura, depois de Jannik Sinner derrotar Djokovic na semifinal do Australian Open.

Nardi é originária da cidade de Pesaro, no Norte da Itália, e é visto como um dos grandes talentos da nova geração de tenistas italianos.

Hoje, ele é o número 123 do ranking, mas com seu desempenho em Indian Wells ele já vai subir para o top 100.

Nas qualificatórias de Indian Wells, Nardi venceu o francês Terence Atmane em sua primeira partida, mas perdeu na sequência para o belga David Goffin, um ex-top 10 do ranking ATP.

Ele só conseguiu entrar para a chave principal do torneio de ATP 1000 porque o argentino Tomás Etcheverry desistiu da competição por conta de uma lesão na coxa.

Para Nardi, a vitória contra Djokovic teve um significado ainda maior. O jovem italiano disse que é fã do sérvio desde pequeno e que tinha vários posters de Djokovic na porta de seu quarto. Na entrevista depois da partida, ele disse que sua vitória foi um “milagre”. 

“Antes dessa noite acho que ninguém me conhecia. Espero que o público tenha gostado do jogo. Estou super feliz! Não sei realmente como isso aconteceu. Sinceramente… não sei. Acho que é um milagre. Sou um jovem de 20 anos, de fora do top 10, vencendo o Novak. É uma loucura,” disse ele.

No Indian Wells, Nardi já havia surpreendido ao vencer o chinês Zhizhen Zhang, o número 50 do mundo, na primeira rodada.

Leia também >> Alcaraz: “Perdi um pouco da confiança nos últimos meses”

O histórico de Luca Nardi

Luca Nardi não tem grandes vitórias em seu currículo. Desde que se tornou profissional, ele ganhou cinco torneios Challenger, mas não levou nenhum troféu em torneios de nível ATP.

Na realidade, Indian Wells foi a primeira chave principal de um grande torneio que ele disputou. 

No início do ano, ele tentou passar pelas qualificatórias do Australian Open, mas caiu na segunda rodada para o australiano Dane Sweeney.

Ele também tentou passar pelos qualis do ATP de Montpellier, mas caiu na primeira rodada para o espanhol Daniel Rincón. 

Nesta temporada, seu melhor resultado tinha sido a final do Challenger de Chennai, na Índia, onde ele perdeu para o indiano Sumit Nagal. 

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×