Guga entra para o hall da fama do Comitê Olímpico Brasileiro 

Gustavo Kuerten, o Guga, acaba de ser incluído no hall da fama do Comitê Olímpico Brasileiro — juntando-se a outros 34 atletas que fizeram história em seus esportes.

Além de Guga, o COB incluiu no hall da fama a ginasta Daiane dos Santos, o atirador esportivo Afrânio Costa, e o judoca Edinanci Silva.

Criado em 2018 com o objetivo de exaltar a história do esporte olímpico brasileiro, o hall da fama tem 35 atletas hoje.

“Todos os quatro nome escolhidos representam um legado de atletas que encheram o País de conquistas, inspiraram uma geração e agora ficarão eternizados na memória do movimento olímpico nacional,” disse o presidente do COB, Paulo Wanderley.

Guga ganhou três Roland Garros (1997, 2000 e 2001) e foi o número 1 do mundo no ranking da ATP por 43 semanas consecutivas.

A COB disse que Guga “teve seu auge no final da década de 1990 e no início dos anos 2000, quando veio a conquista do segundo título de Roland Garros e, com ele, a conquista do topo do ranking da ATP.”

“Foi a primeira vez que um tenista sul-americano conquistou tal honraria no esporte.”

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×