Casper Ruud reclama da organização do Miami Open: “Isso é uma piada”

Casper Ruud — o número 8 do mundo — se mostrou indignado com a organização do Miami Open.

Durante sua partida contra o francês Luca van Assche, pela segunda rodada do torneio, o norueguês fez uma reclamação contundente para o árbitro da partida, num momento de frustração em que perdia por 3 a 0 no primeiro set. 

“Um trailer sem toalhas ou água gelada e só uma cadeira de plástico para se trocar. Isso é uma piada. E você sabe por quê? Porque eles sabem que o torneio é muito mão de vaca para colocar algo bom para os jogadores,” disse ele numa pausa da partida ao árbitro.

“Os tenistas vêm aqui todos os anos para jogar, para fazer um espetáculo para mais de 10 mil pessoas, e então eles nos tratam assim: ‘vá ao trailer por 5 minutos em um quarto com nada, só uma cadeira de plástico para se trocar’. Talvez eles pudessem colocar umas folhas, água gelada, para o conforto dos tenistas.”

Leia também:

Holger Rune: “Devia ter desistido do Miami Open”

Sabalenka não vai participar das Olimpíadas. Entenda o motivo

Ruud disse ainda que sabia que a culpa não era do árbitro, mas que queria que ele soubesse quão ruim a situação é.

“Eu sei que você não sabia disso, mas estou te dizendo agora. Você tem que levar isso para qualquer um que esteja encarregado, Andrea, Massimo, qualquer um, porque toda vez que os jogadores reclamam nada acontece.”

Apesar das reclamações, Ruud venceu a partida contra van Assche e também avançou na terceira rodada. Agora, ele enfrenta Nicolas Jarry, que eliminou Thiago Wild, amanhã nas oitavas de final. 

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×