Bia Haddad sobre resultados recentes: “Tudo muda muito rápido”

Bia Haddad tem passado por uma fase ruim em sua carreira. A tenista foi eliminada na primeira rodada de Roland Garros, e tem tido dificuldade para avançar nos torneios desta temporada. 

Mas a brasileira, que vai cair para a posição 20 do ranking na semana que vem, acha que esses momentos fazem parte do jogo.

“Aprendi que tudo muda muito rápido,” Bia disse numa entrevista ao Bola da Vez, da ESPN. “Ano passado eu perdi na primeira rodada do Australian Open. Foi horrível, porque eu já estava me sentindo maior do que eu apresentei naquele momento. Mas, naquele mesmo ano, eu fiz semifinal de Roland Garros. Naquele ano, eu também perdi seis primeiras rodadas, mas terminei o ano ganhando o meu maior título [o WTA Elite de Zhuhai], ficando a 20 pontos de terminar o ano no top 10.”

Leia mais >> As melhores raquetes de tênis em 2024

Na entrevista, Bia disse que a confiança é construída no dia a dia e que ela acha que está jogando um nível alto de tênis em seus treinos. 

“Fiz um treino de saque na semana de Estrasburgo e naquele momento eu poderia dizer que sou a melhor secadora do mundo. Mas aí chegou no jogo e eu não saquei bem,” disse ela. 

Bia disse ainda que o que está oscilando hoje são seus pensamentos, o que tem feito com que ela hesite mais nos jogos e duvide mais de sua capacidade durante as partidas. “Fora da quadra eu estou muito consciente e mais madura do que no ano passado. Se a pessoa me ver no dia a dia, ela vai ver que é uma questão mental. Que ali, na hora do jogo, eu não estou conseguindo ter constância para sair com a vitória.”

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×