Holger Rune demite ex-treinador de Federer depois de dois meses

Holger Rune — o número 8 do ranking da ATP e melhor tenista da Dinamarca — decidiu demitir seu treinador Severin Luthi, que treinou Roger Federer por mais de 15 anos.

O curioso é que Rune havia contratado Severin apenas dois meses atrás, quando ele comemorou por ter “um pouco de Federer” em sua equipe. 

A demissão vem depois de uma campanha decepcionante de Rune no Australian Open. O tenista foi eliminado na segunda rodada do torneio, perdendo para o francês Arthur Cazaux, que entrou no campeonato com um wild card.

A mãe de Rune, que também é sua gerente, Aneke Rune, anunciou a demissão numa entrevista a TV2.   

Leia também >> Venus Williams quer voltar às quadras no Indian Wells

“O timing com o Severin não foi certo. O Holger precisa de um treinador que esteja com ele o tempo todo e que seja um super coach,” disse ela. “O Severin seria capaz de cobrir muitas poucas semanas para a continuidade que o Holger precisa.”

Além de Boris Becker, que estava dividindo a função de treinador com Severin e que vai continuar no cargo, Aneke disse que seu filho vai trabalhar também com Kenneth Carlsen, que é um ex-tenista top 50 e que treinou Rune durante seus tempos como júnior. 

“Com a junção Boris e Kenneth, Holger terá o flow que ele quer para seu desenvolvimento e estabilidade. Boris e Kenneth já estão em contato desde a pré-temporada, quando Kenneth já havia sido considerado para o time de treinadores,” disse Aneke. 

A próxima partida de Holger Rune será amanhã pelo ATP 250 de Montpellier, quando ele já não terá mais Severin como treinador. Ele vai enfrentar o espanhol Pablo Llamas Ruiz, que entrou no torneio pelas qualificatórias. 

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×