Quatro brasileiros vão jogar as qualis de Roland Garros

Roland Garros divulgou hoje sua lista dos jogadores confirmados nas qualificatórias do torneio — e quatro brasileiros foram incluídos.

A lista foi feita com base na atualização mais recente dos rankings ATP e WTA, que foi divulgada em 22 de abril — e por isso não pegou ainda os resultados do Masters de Madri.

Na chave masculina, o Brasil vai contar com Thiago Monteiro, Felipe Meligeni e Gustavo Heide. Já na feminina, a única representante é Laura Pigossi.

Siga o Brasil Tênis no Twitter e acompanhe nossas notícias em tempo real.

Todos terão que vencer três partidas das qualificatórias para conseguir entrar na chave principal do Grand Slam, que já conta com Thiago Wild (o número 61 do mundo) e Bia Haddad (a número 13).

Dos brasileiros que vão participar das qualis, Monteiro (o número 118 do mundo) é o que tem mais experiência com Roland Garros. Ele já participou da chave principal do torneio seis vezes e, em 2020, chegou até a terceira rodada do torneio.

Já Meligeni (#128) nunca jogou a chave principal de Roland Garros, mas já participou de um Grand Slam antes. No ano passado, ele furou as qualificatórias do US Open e ganhou sua partida de estreia na chave principal, sendo eliminado na segunda rodada.  

Heide, por sua vez, vai disputar o primeiro quali de um Grand Slam de sua carreira. Aos 22 anos, ele está com o melhor ranking de sua carreira — 174 — depois de ter vencido o Challenger de Assunção. 

Na chave feminina, Pigossi vai tentar garantir sua terceira participação num torneio deste nível. A paulistana de 29 anos (número 124 do mundo hoje) jogou Wimbledon em 2022, entrando direto na chave principal, e conseguiu participar do Australian Open do ano passado entrando como lucky-loser.

O corte para entrar direto nas qualificatórias de Roland foi o número 220 do ranking. 

João Fonseca, a jovem promessa brasileira de 17 anos, ficou de fora por pouco. Ele é hoje o 242 do mundo, mas já deve subir para a posição 225 na próxima atualização do ranking por conta de sua vitória na primeira partida do Masters de Madri. 

A Federação Francesa de Tênis dará ainda oito ‘wild cards’ para o torneio, e a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) formalizou um pedido para Fonseca. 

Leia também >> As melhores raquetes de tênis em 2024

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×