Com 39 anos, Wawrinka explica por que não pensa em se aposentar 

Stan Wawrinka — vencedor de três Grand Slams e ex-número 3 do mundo — não tem tido os melhores anos de sua carreira.

O suíço de 39 anos não ganha um título desde 2017 e é hoje o número 87 do mundo. Nesta temporada, ele ganhou apenas duas partidas das nove que disputou.

Os números tem levado muita gente a questionar por que Wawrinka não aposenta suas raquetes.

Numa entrevista hoje ao Express-Sport, o tenista explicou os motivos por que continua jogando.

Estou no circuito há 20 anos e é claro que quando eu chego aos 39 e sou o número 87 do mundo, as pessoas vão me questionar e não tenho problema com isso.

É apenas o jeito que quero responder isso e o jeito que quero provar que ainda quero estar aqui. No final do dia, eu que decido o que quero fazer com minha carreira no tênis.

E enquanto eu estiver gostando do que faço, e tiver paixão por isso, eu ainda me sinto competitivo para jogar grandes partidas e para ganhar algumas. Quero continuar jogando, é uma chance de continuar jogando nesse nível e de me sentir mentalmente jovem.

Também acho que esse é um bom exemplo para as crianças. Você quer mostrar para eles que não é porque você envelheceu que a paixão tem que desaparecer.”

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×