Paolini faz história e vai para sua primeira final de Wimbledon

Jasmine Paolini — que até o início do ano não havia passado da segunda rodada de um Grand Slam — chegou hoje a mais uma final de torneios desta categoria, derrotando a croata Donna Vekic e garantindo sua vaga na final de Wimbledon.

No início do ano, Paolini chegou até a quarta rodada do Australian Open e, em Roland Garros, chegou até a final, onde foi derrotada pela número 1 do mundo Iga Swiatek.

Paolini — a número 7 do mundo — venceu Vekic por dois sets a zero, com parciais de 2/6, 6/4 e 7/6 (8). A partida durou 2 horas e 51 minutos. 

“Essa partida, eu vou lembrar dela para sempre,” disse a tenista depois da vitória. “Foi uma montanha-russa de emoções.”

Na final, Paolini vai enfrentar a vencedora da partida entre a tcheca Barbora Krejčíková e a cazaque Elena Rybakina. Com seu resultado em Wimbledon, a italiana já garante subir para o top 5 do ranking. 

Paolini também já fez história. Ela se tornou a primeira italiana a chegar à final de Wimbledon na Era Aberta, que começou em 1968.

Outro recorde: com 2 horas e 51 minutos, essa foi a semifinal mais longa da história de Wimbledon, ultrapassando a semifinal entre Serena Williams e Elena Dementieva, em 2009, que durou 2 horas e 49 minutos. 

Compartilhe nas suas redes:

Receba o Brasil Tênis no seu email
A melhor cobertura dos torneios de tênis, além de curiosidades e bastidores do esporte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×